Cabelo Colorido, Quero! – Métodos Alternativos de Colorir

Para ter cabelo colorido, o ideal é usar tonalizantes de cor fantasia. Hoje em dia já podemos contar com uma oferta razoável de opções no mercado nacional e diversas no internacional. No entanto, nem sempre é fácil encontrar uma tinta que agrade em questão de cor, fácil acesso, durabilidade e especialmente, preço. E ainda, há quem queira ter cabelo colorido temporário, só para experimentar.

Por isso, venho aqui informar sobre outras formas de ter o cabelo colorido sem precisar de tintas. E não, não estou falando do papel crepom.

Esse é mais um post da saga Cabelo Colorido, Quero! Confira os outros posts abaixo:

Cabelo Colorido, Quero! – Tudo que você precisa saber
Cabelo colorido, Quero! – Rotina de Cuidados
Cabelo Colorido, Quero! – Descoloração sem medo
Cabelo Colorido, Quero! – Troca de cor

Para Cabelos Descoloridos

“Ué, mas cabelo colorido não precisa necessariamente descolorido?” Bom, sim e não. Continue lendo que a gente chega lá.

Essas alternativas são para os cabelos coloridos tradicionais, que passaram por descoloração e como você investiu naquele descolorante ARRASO, sobrou pouco para comprar tinta. E agora, vai ter que ficar loira? Calma que tem solução.

Para ambas as técnicas abaixo, utilize um creme de hidratação branco. A cor do creme não interfere no resultado, mas assim você terá uma noção mais real da cor que vai ficar no seu cabelo. Você pode adicionar mais creme ou cor conforme observa o resultado.

E lembrando, a aplicação deve ser feita no cabelo previamente lavado somente com shampoo. O cabelo pode estar molhado, úmido ou seco, sendo que molhado tende a ser mais fácil de aplicar, enquanto seco fixa mais.

Anilina

cabelo colorido anilina madeira

Uma das opções mais conhecidas e populares devido à fácil acessibilidade e preço baratíssimo. Além de diversas opções de cor, você ainda pode misturá-las para criar novas. Podem ser encontradas em papelarias e lojas de artesanato, custando de R$ 2,50 a R$ 5,00.

Atenção! Existem quatro tipos de anilina: comestível, para velas, para roupas e para madeira. A única que serve para colorir o cabelo é a anilina para madeira. Nunca use nenhuma de outro tipo.

cabelo colorido

Como pintar:

  • Dilua o pó em um recipiente com álcool ou água morna. Pode ser o usado para limpeza. Dissolva completamente, pois se ficarem “bolinhas” na mistura a cor não vai ficar uniforme.
  • Junte esse mistura ao creme, verificando se a cor está do seu agrado. Se precisar, adicione mais creme ou dissolva mais pigmento.
  • Aplique mecha a mecha e deixe repousar de 30 a 40 minutos. Depois enxágue até a água sair transparente ou quase.
  • Use luvas e uma camiseta velha. Você também pode passar um creme no rosto para evitar manchar.

Ora, com tantas vantagens para quê tinta né? Bom, o problema da anilina é que ela suja bastante, mesmo depois de já ter enxaguado ela pode manchar muito toalhas, lençóis e roupas. E algumas cores de anilina são muito, mas muito difíceis de tirar, como os rosas. Então, a não ser que queira essa cor por muito tempo, evite.

IMPORTANTE: embora seja uma alternativa muito usada, não foi feita para pintar cabelo. Por isso, mais do que nunca o teste de mecha toque é fundamental para prevenir uma reação alérgica. Use em uma mechinha e espere 48h para observar os efeitos. Se não for usada na raiz é mais seguro, pois assim não irá interagir com a corrente sanguínea.

Essas precauções também deveriam ser tomadas com tonalizantes normais, pois também contém substâncias que podem causar reações adversas. A diferença é que como são comercializadas com esse fim, se algo der errado é mais fácil você reclamar com um SAC ou algo do tipo.

Veja mais detalhes sobre anilina nesse vídeo: A Verdade sobre Anilina

Violeta Genciana

anilina faz mal

Outra opção bem conhecida. A violeta genciana (ou VG) é um produto farmacêutico originalmente usado para lesões. Além de pintar o cabelo, muitas pessoas usam para matizar o loiro, isto é, amenizar o tom amarelado. Os tons são lindos e ela pode ser encontrada em qualquer farmácia por cerca de R$ 5,00.

cabelo roxo violeta genciana

Como pintar:

  • A violeta genciana já é líquida portanto, não há necessidade de diluir. Adicione direto no creme, verificando a cor que está ficando.
  • Aplique no cabelo mecha a mecha e deixe repousar de 30 a 40 minutos.
  • Enxágue até a água sair transparente ou quase.
  • Use luvas e uma camiseta velha. Você também pode passar um creme no rosto para evitar manchar.

Sempre digo que para cada cabelo reage de uma forma diferente. A violeta genciana é conhecida por ser uma coloração até de “emergência”, pois sai facilmente, em poucas lavagens. No meu caso, um mês depois estava tão forte quanto no dia que tinha pintado, sem ter desbotado aparentemente nada. Mas sim, a cor ficou linda de fato.

Dica: a violeta genciana contém álcool, que pode ressecar um pouco o cabelo. Para evitar isso, você pode deixar o frasquinho aberto por 24h (em um local sem movimento, pelamordeus!), assim o álcool vai evaporar.

Sem precisar descolorir

No primeiro post dessa saga, a primeira coisa que eu disse é que para ter cabelo colorido é necessário descolorir. Isso é verdade em partes. De fato é possível ter o cabelo colorido sem precisar descolorir, mesmo quem tem cabelo escuro. Parece um sonho, não é?

No entanto, são resultados que são bons somente quando temporários. São indicados para quando você quer mudar o visual temporariamente, sem comprometer o seu atual ou até mesmo experimentar para ver se adota de forma definitiva. Se realmente quiser aderir ao cabelo colorido, o ideal ainda é descolorir. Apesar de danificar mais, é um dano pontual e pode ser recuperado com os cuidados adequados.

Diferente dos outros métodos, esses não requerem o cabelo previamente lavado, pois o pigmento só irá cobrir o fio externamente, não havendo necessidade de cutículas abertas.

Importante: esses métodos sem descolorir são para durar pouco, mas se seu cabelo estiver muito poroso vão funcionar meio que como tonalizantes mesmo. Quando o cabelo está poroso ficam pequenos buraquinhos ao longo do fio, no qual os pigmentos irão se depositar de forma mais funda. Aí, o efeito será mais prolongado, o que pode ser bom ou ruim.

L’Oreal Hair Chalk

loreal hair chalk

Produto desenvolvido pela L’oreal para ter os cabelos coloridos sem descolorir. O efeito só dura de 2 a 3 lavagens e custa entre R$ 50,00 e R$80,00.

Ah, esse produto não danifica, mas deixa os fios meio “duros” enquanto estão coloridos, pois forma uma espécie de capa no fio. Por isso, é indicado somente para mechas. Você pode encontrá-la com facilidade no Mercado Livre e em algumas poucas lojas de cosméticos, como Ikesaki.

loreal hair chalk cabelo escuro

Como pintar: 

  • Primeiro, agite o frasco. Depois, coloque com delicadeza a tinta no aplicador que acompanha o produto (uma espécie de esponjinha). Não precisa colocar muito.
  • Aperte a esponjinha para espalhar mais o produto sobre ela e a deslize sobre as mechas selecionadas.
  • Aguarde de 1 a 5 minutos e seque a mecha com o auxílio de um secador.
  • Se necessário, reaplique o produto.

A tinta já vem pronta para uso, mas se quiser a cor mais clara, pode diluí-la em água. Porém, nesse caso pode ser que só pegue em cabelos claros mesmo.

Giz Pastel

cabelo colorido giz pastel hair chalk

Esse método ficou bem famosinho na internet em uma época, praticamente o novo papel crepom. O giz pastel é o mesmo usado para desenhar, portanto é encontrado em papelarias ou pelo Mercado Livre, no valor entre R$ 15,00 a R$ 30,00 a caixa. Há também uma versão específica para cabelo, com a qual a aplicação é mais fácil. Essas são encontradas em lojas da china, procure por Hair Chalk.

É como uma versão mais barata do produto da L’Oreal: serve em cabelos escuros, dura cerca de três lavagens e também é indicado somente para mechas, pois deixa o cabelo meio duro.

cabelo colorido giz pastel

Como pintar: 

  • Você vai precisar estar com o cabelo úmido ou molhado, sendo que quanto mais água, mais fixação. Os cabelos escuros têm melhor resultado quando estão molhados. Você pode usar um borrifador para auxiliar nesse processo. Azuis, vermelhos, rosas e verdes são cores mais fáceis de “pegar”.
  • Aplique o giz na mecha suavemente, de cima para baixo. Movimentos bruscos podem acabar quebrando o cabelo.
  • Deixe secar naturalmente ou com a ajuda de um secador, mas esteja ciente que os fios estarão mais difíceis de pentear devido a capa formada pelo giz.
  • Para prolongar o efeito colorido, você pode finalizar com chapinha ou babyliss.

Utilizar muito essa técnica pode deixar o cabelo ressecado, principalmente se for aliada com chapinha/babyliss, portanto moderação! É recomendado fazer uma hidratação antes de pintar e depois de remover o giz, para amenizar esse efeito colateral.

Atenção: para pintar dessa forma, tem que ser o giz pastel a seco, o oleoso só vai deixar seu cabelo todo melequento, com aspecto esquisito e não vai sair fácil.

Spray de Cabelo

cabelo colorido spray

Essa dica parece um tanto quanto óbvia, mas lembra daqueles sprays de cabelo muito usado no carnaval? Bom, eles também são uma opção para cabelos coloridos temporários. Há diversas marcas no mercado, com muita variedade de cores. Os preços vão de R$ 7,00 R$ 15,00.

Como pintar: 

  • Com o cabelo seco, aplique o spray sobre a área que deseja pintar, protegendo a área dos olhos. Se quiser só fazer mechas, pode usar uma folha de papel embaixo da mecha pra isolar o restante do cabelo.
  • Após pintar espere de 5 a 10 minutos e separe o cabelo em mechas suavemente, para que ele não fique tão grudado.
  • Não é recomendado aplicar chapinha ou babyliss depois e não se esqueça de estar vestindo uma roupa velha.

Dependendo do grau de qualidade do spray, ele pode manchar a roupa ou as mãos mesmo depois de ter secado. Costuma sair na primeira lavagem e da mesma forma que as outras, deixa o cabelo com a textura um tanto “endurecida”.

Essas são as alternativas que conheço para ter cabelo colorido, fora os tonalizantes. Gostou? Já experimentou alguma? Conhece outra? Conta para mim aqui embaixo!

A próxima parte dessa série será sobre Low/No Poo e como pode ser vantajoso para os cabelos coloridos (e não só para eles). Se inscreva ao lado para continuar acompanhando!

Relacionados

37 Comentários

  1. Ai que tudo!!! Voltei semana passada para meu cabelo preto, mas sempre pintava com anilina e VG! Adoro <3

    O unico problema é que resseca bastante, mas, nada que uma hidratação não resolva, rs.

    Amei! Beijão

  2. Houve um tempo que eu queria pintar as pontas do cabelo de rosa pink, mas meu marido não deixou 🙁 mas acho super “daora” quem tem personalidade e estilo pra usar. Gosto mais quando é duas cores misturadas <3

  3. Não sou de pintar minhas madeixas hahah mas conheço amigas que amam pintar ❤ já conhecia alguns produtinhos rsrs Para as migs que querem pintar e não tem sabe como faz, já sei o que indicar haha parabéns, todo sucesso no seu blog!

  4. Adorei as dicas, algumas eu não conhecia.
    Mas te digo que violeta genciana para cabelo descolorido não é muito bom pois ela resseca muito e deixa o cabelo quebradiço e como ela desbota rápido se usar muito e não cuidar o cabelo vira uma coisa ruim, usei muito já haha! Uma opção legal de tinta semi-permanente é a manic panic, é ótima para cabelos descoloridos <3
    Mas é aquela coisa, descolorir, colorir precisa de cuidados especiais, se não cuidar você pode ficar careca hahaha

    Beijos

    1. Poxa, vou adicionar essa observação
      Varia muito também de cabelo para cabelo, as vezes que usei meu cabelo não ficou ressecado e eu passei justamente porque saía rápido, mas desbotava nunca kkkk
      Por isso que sempre friso tanto fazer teste de mecha (não fiz), a gente nunca sabe quando vamos ser justamente a exceção
      Sou louca para testar a manic panic, mas por enquanto ainda não rolou, haha
      Obrigada pela visita, realmente cabelo colorido dá trabalho e aquela coisa, errando e aprendendo

  5. Oba um post manual pra mim.rsrs Eu já tive vontade de ter cabelo colorido, eu queria pleo menos nas pontas sabe, mas como o meu cabelo é frágil eu fiquei com medo. Agora então que estou com luzes vai demorar, mas quem sabe um dia né. Juro que eu não sabia desses sprays.rsrs
    bjs
    Simplesmente Ciana

    1. Poxa, que chato que sua experiência foi ruim… O resultado pode variar muito de acordo com a marca ou então tem gente que não se dá mesmo! Falam muito de babosa para hidratar o cabelo, fui testar e acabei com uma reação alérgica horrível, cheia de bolha nas costas 🙁
      Por isso é importante fazer teste de mecha/toque 😉

  6. Laís, quue post completo, gostei muito! Quero mt pintar o cabelo mas nao descolorir então ce ne ajudou mt. Eu tenho uma dúvida: a anilina estraga muito o cabelo?

    1. A anilina em si não estraga, inclusive é um pigmento presente até em alguns produtos mesmo. O que estraga mesmo é a descoloração, mas se feita direitinho e tomando os devidos cuidados, dá pra contornar. O que pode prejudicar o cabelo é o uso do álcool para diluir, mas é uma quantidade tão pequena que geralmente nem faz diferença. Ou então, você pode usar água quente no lugar do álcool 🙂

  7. Quanta dica legal!! Eu queria muito meu cabelo colorido por umas poucas lavagens e vou ver a que mais me agrada aqui das suas dicas, porque sério, eu AMEI todas!
    A violeta genciana eu nao usaria e nem a anilina, pois acho que teria um efeito tóxico ao couro cabeludo, mas como ainda nao me formei, nao posso afirmar isso. Eu só tenho medinho mesmo hahahah
    Voce já testou quais? Qual foi o teu favorito?
    Beijinhos

    1. Que bom que gostou!
      Não sou estudante de química/farmácia nem nada do gênero, mas acredito que a violeta genciana não cause nenhum efeito tóxico. Afinal, antes de tudo é um medicamento, usado para feridas. Inclusive muitas idosas usam para feridas na cabeça, por isso vez por outra vemos uma senhorinha de cabelo roxo, haha <3

      Dos que eu citei, testei a própria violeta genciana e o giz pastel. A violeta é uma opção super prática para quem quer cabelo roxo, pois a cor fica muito bonita e é suuper barato (um vidrinho rende muitas aplicações). O giz pastel dá um trabalhinho pra passar e não achei o efeito tãão visível assim no meu cabelo, que natural é quase preto. Mas é uma ótima opção para quem quer dar um efeito legal. E se você usar um que tenha o aplicador próprio para cabelo, facilita demaais!

      A anilina é muito popular mas há controvérsias. Na dúvida, eu usaria se fosse um ombré, porque se não pegar no couro cabeludo não vai entrar em contato com a corrente sanguínea 😉

  8. ual que lindos esse roxo é de mais eu tenho tanta vontade de pintar que eu pintei rosa verde kkk e quando era criança passa papel com agua aqueles papeis coloridos kkkkkkkkkkkkkkk amei seu post deu vontade de pintar meu cabelo de roxo

  9. Achei que ia encontrar a solução dos meus problemas mas não kkkkk
    To pintando de vermelho sem descolorir, com tintas de farmácia. Pretendo pintar pelo menos uma vez no mês por um tempo e ver como fica o vermelho. Se consigo ou não abrir bem a cor. Já vi dar certo com algumas pessoas.

    Tenho medo de descolorir por que não cuido do cabelo é uma vez fiz mechas descoloridas e ficou muito volumoso (tinha uns 13 anos e ninguém me disse que tinha que cuidar, usar cremes e tudo mais. Isso foi no começo dos anos 2000 e quase ninguém tinha cabelo colorido)

    Adorei as dicas, pena que nenhuma serve pra mim hahahahaha
    Beijos

    1. Poxa, que pena!
      O vermelho não é uma cor tão difícil, pois não precisa de uma base muito clara para pegar bem. De fato, já vi várias pessoas conseguindo chegar nesse tom só com tinta, sem descolorir. Mas cuidado, as tintas também possuem componentes da descoloração, apenas em menor grau. Portanto, o cabelo também precisa de mais cuidados 😉

      Tem outro post aqui sobre Rotina de Cuidados, se te interessar!

Responder