Cabelo colorido, Quero! – Rotina de Cuidados

Uma rotina de cuidados é uma parte fundamental para quem tem ou pretende ter cabelos coloridos. Afinal, para atingir esse objetivo o cabelo será fragilizado pela descoloração, portanto será preciso um certo esforço para recuperá-lo e mantê-lo como antes da química.

Para uma rotina completa, nada mais indicado que o cronograma capilar. Nesse post, não focarei muito na indicação de produtos, mas sim na explicação e entendimento dos benefícios de cada etapa.

O cronograma capilar é como uma dieta para o cabelo. É composto de 3 etapas, espaçadas ao longo da semana, pois é preciso um intervalo de pelo menos 48h entre uma e outra. Cada qual é responsável por suprir uma necessidade diferente dos fios.

Essa é a segunda parte da saga Cabelo colorido, Quero!
Confira a primeira parte aqui.

HIDRATAÇÃO

hidratação capilar

Função: repõe a água dos fios, dando brilho, movimento e sedosidade ao cabelo. Prepara o cabelo para as outras etapas, pois auxilia na absorção de nutrientes e proteínas.

Quando fazer: essa etapa é a mais popular, inclusive muitas vezes classificam qualquer tratamento capilar como hidratação. Indicada para todos os cabelos, até mesmo virgens, pois repõe a água perdida no dia a dia, como a exposição a sol, vento e poluição. O uso frequente de chapinha e/ou secador também drena bastante água dos fios. No caso dos cabelos coloridos, além dos danos cotidianos, perdem muita água com a descoloração, portanto é preciso repor.

Como fazer: procure máscaras que tenham na composição ingredientes como glicerina, vitaminas, extratos botânicos/frutas, mel, sacarose, açúcar, pantenol aloe vera (babosa).

NUTRIÇÃO

nutrição capilar

Função: repõe óleos e nutrientes, proporcionando emoliência e maciez ao cabelo, além de diminuir o volume e o frizz. Ajuda o cabelo a reter os demais tratamentos nos fios. Ou seja, quando você faz uma hidratação e o cabelo fica lindo na hora, mas na lavagem seguinte volta completamente ao estado anterior, pode ser falta de nutrição.

Quando fazer: geralmente é a etapa queridinha das cacheadas, pois além de ajudar na definição dos cachos, esses fios, por serem enrolados, têm dificuldade de levar a oleosidade natural do cabelo até as pontas, deixando-as ressecadas. A nutrição também faz maravilhas nos cabelos descoloridos. Indicada para cabelos ressecados, sem definição, volumosos e com pontas espigadas.

Como fazer: podem ser usados óleos vegetais naturais, como o de coco, azeite e rícino. Nesse caso, você pode usá-los como umectação ou acrescentá-los em um creme de hidratação. Se for usar máscaras prontas, procure aquelas que têm na composição ingredientes como ceras vegetais, manteigas (karité, cupuaçu, abacate) e os próprios óleos vegetais.

RECONSTRUÇÃO

reconstrução capilar

Função: repõe os componentes da fibra capilar, isto é, proteínas aminoácidos, devolvendo força aos fios. Cabelos virgens podem não sentir muita falta dessa etapa, pois os danos do dia-a-dia demoram a realmente afetar o córtex capilar. Cabelos descoloridos não podem ficar sem essa etapa na manutenção.

Quando fazer: o cabelo sem massa capilar não conseguirá segurar nenhum dos outros tratamentos, pois é como se o fio estivesse “oco”. Indicada para cabelos com química, danificados, porosos, elásticos e quebradiços. Por ser um procedimento intenso, é preciso cuidado para não abusar dessa etapa. Continuar dando massa ao cabelo quando ele já está reconstruído só fará com que ele fique saturado de proteínas, sem conseguir absorvê-las. Esse excesso pode acabar deixando o cabelo duro e até suscetível à quebra. Por isso é importante aliar essa etapa com as outras, para não perder a maleabilidade. Se for o caso do cabelo estar extremamente elástico, é melhor focar mesmo nas reconstruções até que ele esteja quase normal, só aí retome a rotina de sempre.

Como fazer: Para essa etapa procure produtos que tenham na composição ingredientes como queratina, arginina, glicina, lisina, treonina, creatina ou cisteínaBasicamente, ingredientes terminados em ina. Você também pode usar uma queratina líquida pura ou misturada em uma máscara de hidratação. Contudo, só indico para cabelos virgens ou que estejam precisando de uma reconstrução mais leve. Afinal, para uma reconstrução completa também são necessários os aminoácidos, não só queratina.

Seguindo a rotina

Percebam que as etapas se completam e dependem uma da outra para melhores resultados, pois o cabelo precisa estar:

  • hidratado para absorver os nutrientes e as proteínas;
  • nutrido para reter a água e demais tratamentos;
  • reconstruído, pois são esses os componentes que formam a massa capilar, o corpo do fio. Porém, só reconstrução deixará o fio sem movimento e maleabilidade, precisando então de hidratação e nutrição.

Agora, o ponto principal: como seguir um cronograma?

Há uma tabela ‘padrão’, mas não fique preso a ela. Infelizmente, nem tudo que funciona em um cabelo dá certo para outro. Talvez esse formato não seja o mais adequado pra você, a única forma de descobrir é testando.

cronograma capilar

Agora que você já tem uma noção, vamos desconstruir esse formato pré-definido porque ninguém merece padrãozinho, não é mesmo? O mais importante é observar que a reconstrução é feito com menos frequência, geralmente de 1 a 2 vezes no mês e mais nutrições se o cabelo estiver mais danificado. De resto, vá experimentando e observando qual etapa seu cabelo gosta mais, ou seja, quando fica mais bonito.

De acordo com essa resposta, você vai adaptando, incluindo essa etapa mais vezes na rotina, diminuindo outras, enfim. No início a gente se sente perdida com tanta informação, mas com a prática vai ficando mais fácil. Por isso experimentar é fundamental.

E lembre-se, você não precisa necessariamente fazer 3 etapas na mesma semana e também não adianta fazer tudo ao mesmo tempo ou um seguido do outro. O cabelo precisa do tempo de pausa de 48h para absorver os tratamentos.

IMPORTANTE:

  • A ordem correta de aplicação é shampoo -> máscara -> condicionador. O shampoo abre as cutículas do cabelo, facilitando a absorção de tratamentos, enquanto o condicionador sela os fios, mantendo o tratamento lá;
  • Verifique a composição dos ingredientes, muitas vezes uma máscara está classificada como de reconstrução e só tem componentes hidratantes, por exemplo. Marcas profissionais ou semi-profissionais geralmente fazem a classificação correta;
  • Nunca utilize as mãos para retirar o produto do pote, use uma colher ou espátula de plástico. A mão em contato com a máscara pode alterar suas propriedades a longo prazo, comprometendo sua eficiência;
  • Se você faz algum alisamento à base de queratina, maneire nas reconstruções, para não ter problemas de excesso;

Cronograma capilar é só uma opção para cuidar dos cabelos, não uma regra. Pessoalmente, acho que vale a tentativa, costuma ter ótimos resultados. E não precisa gastar muito para começar, há várias opções de preços no mercado e até receitas caseiras. Gosto de investir um pouco mais na etapa da reconstrução, no resto, uso coisas mais básicas mesmo.

Segue abaixo uma tabelinha com o resumo das etapas, assim fica fácil de você salvar no celular ou computador e verificar quando precisar:

cronograma capilar etapas
Comentem se tiverem dúvidas, esse foi um post geral, mas posso fazer específico para cada etapa depois. A terceira parte da saga Cabelo Colorido, Quero! será postada na quarta, sobre descoloração.

Ps: desculpem por não ter postado ontem como o previsto, tive problemas com o computador ><

Relacionados

4 Comentários

  1. Post mais que útil! Depois que descobri o segredo shampoo, máscara e condicionador meu cabelo ganhou outra vida kkk~
    Vou começar a adotar o cronograma capilar, até porque dei uma pintada esses dias e não quero ter problemas por conta disso depois. Em posts futuros eu comento se deu resultado, já tô ansiosa pela descoloração!

Responder